Muitas mulheres reclamam do melasma. Essas manchas são conhecidas nos consultórios dermatológicos e se caracterizam por serem de coloração acastanhada ou enegrecidas nas áreas que sofrem maior exposição solar, como a testa, as maçãs do rosto e o buso. Esse aumento ocorre devido ao sol e, também, à predisposição genética e ação hormonal - o que explica porque o melasma é tão comum na gravidez. Aproximadamente 50% das gestantes sofrem desse problema. Afinal, tem cura? O que pode ser feito para melhorar essa condição da pele?

O envelhecimento do rosto é natural e acontece com todas as pessoas. A medicina vem avançando significativamente para reverter esse proceso. Hoje, há uma série de procedimentos que podem controlar a perda de elasticidade da pele. Descubra qual o melhor para o seu caso! 

O verão requer cuidados especiais com a saúde e isso inclui atenção redobrada à pele. Os raios solares ficam ainda mais intensos, por isso é importante tornar o protetor solar um de seus melhores amigos. Algumas dicas podem evitar o aparecimento de manchas na pele e brotoejas. 

Chegou o #DezembroLaranja, mês dedicado para reverter a incidência do câncer de pele. A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) elaborou uma série de ações que visam educar a população sobre o problema desce cedo, alertando sobre os principais riscos. O diagnóstico e o tratamento em estágios iniciais fazem toda a diferença no sucesso do tratamento.