No mercado, existem dois tipos principais disponíveis: o ácido L-polilático e a hidroxiapatita de cálcio. Ambos são utilizados para melhorar a flacidez da pele corporal e facial, o que traz um efeito de lifting nessas regiões. A técnica dos bioestimuladores exige a diluição destas substâncias, que serão injetadas por meio de microcânulas e/ou agulhas abaixo da pele. Além do rosto, outros locais do corpo são beneficiados, como pescoço, braços, abdômen, parte interna das coxas, dos joelhos e glúteos. Em geral, são necessárias 2 a 3 sessões, com intervalo de 30 a 60 dias. 

 

A anestesia é tópica e local, com duração de até 1 hora desse procedimento. Os resultados duram em torno de 18 a 24 meses, com recuperação imediata. Os benefícios são proporcionados sem a necessidade de internação, e o paciente logo pode retornar à sua rotina. Há chances de desenvolvimento de pequeno edema e equimoses (roxos na pele), que melhoram gradualmente.