A partir dos 40 anos, surgem as rugas estáticas, a hidratação cutânea diminui, há perda de elasticidade, enfraquecimento dos cabelos e das unhas. Ocorre, também, a redução da densidade óssea e da camada de gordura que compõe o rosto. É comum que as manchas solares fiquem mais perceptíveis, causando o que chamamos de melanoses. 

 

Entre os principais tratamentos indicados, há o ultrassom microfocado visando ao efeito de lifting facial de forma não invasiva. Outras opções são os bioestimuladores de colágeno, melhorando a flacidez da face, abdômen, glúteos e braços. A toxina botulínica é aliada para as rugas dinâmicas, principalmente no terço superior da face. Há, ainda, o preenchimento cutâneo, técnica que corrige sulcos, rugas e cicatrizes por meio da injeção de substâncias como o ácido hialurônico. O principal objetivo é repor o volume da face, melhorando contornos e formas. 

 

Adotar uma rotina de cuidados diários com a pele também é fundamental. Para isso, higienize a pele com produtos adequados (água micelar, sabonete e tônico são algumas opções), hidrate diariamente e use produtos anti-aging com ativos anti-oxidantes (vitamina C e E, ácido ferúlico e resveratrol), renovadores celulares (ácido glicólico e retinol) e firmadores (ácido hialurônico). O uso diário do filtro solar também é fundamental, com proteção UVA e UVB  e FPS mínimo de 30. 

 

Os procedimentos estéticos e os produtos de skincare devem ser feitos e prescritos por dermatologistas, já que pode haver complicações. Todo cuidado é pouco: valores baixos vêm acompanhados, muitas vezes, da falta de preparo e capacitação. É necessário ter conhecimento aprofundado da anatomia e fisiologia dos tecidos. Agende sua avaliação para saber quais os tratamentos mais indicados às suas necessidades!