1. Pele negra é mais resistente ao coronavírus = MITO

Artigos revelaram que a pele negra produz anticorpos para combater a doença, o que ganhou destaque depois que um jovem camaronês, de pele negra, contraiu o vírus e foi curado. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o novo coronavírus pode ser contraído para qualquer um que estiver próximo de indivíduos infectados, através de gotículas ou do contato com superfície ou objetos usados por pessoas infectadas. Qualquer pessoa pode contrair a patologia, independente da cor da pele.

 

2 .Vitamina D protege do coronavírus = MITO 

Vídeos e artigos que afirmam eficácia da vitamina D contra o coronavírus têm circulado na internet. Porém, não é verdade. O uso de vitamina D é recomendado a pessoas que apresentam deficiência dessa substância e não há uma relação direta com o coronavírus.

 

3. Pessoas com máscara podem ser infectadas = VERDADE

A máscara protege contra a doença, mas não evita. Além disso, existem outras formas de contágio, ainda que a máscara seja utilizada. A principal forma é pelo ar, quando a pessoa contaminada tosse ou espirra, disseminando o vírus. Outro modo é o contato das mãos em superfícies contaminadas em até 24 horas após a propagação do vírus. Por isso, é fundamental não tocar olhos, nariz e boca sem a higienização adequada das mãos.

 

4. Uso de luvas e máscaras ajudam a proteger = VERDADE

O uso da máscara só é indicado para pacientes confirmados ou com suspeita da doença. Profissionais da saúde devem usar máscaras específicas. Para os pacientes, a máscara é a cirúrgica simples. A orientação de prevenção é descartar as máscaras a cada quatro horas, quando em ambientes externos. Dentro de casa, o uso da máscara deve se manter até que fique úmida ou suja.

 

Qualquer dúvida sobre o coronavírus, entre em contato conosco para esclarecidos as possíveis dúvidas!